Amiguinhos

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

♥ Bebé na barriga da mãe vira sucesso na Internet

Um vídeo que mostra um bebé a mexer-se no útero da mãe tornou-se um sucesso na Internet. A mãe aparece deitada e vê-se o bebé a contorcer-se, parece um filme tipo Alien, de acordo com o jornal «Daily Mail».

No vídeo, a mãe está de costas e vê-se as pernas e os braços do bebé a mexer-se, aparentemente numa tentativa para sair cá para fora.

O vídeo não informa com quantos meses de gestação a mulher estava.



♥ Puré de abóbora com alface (a partir dos 5 meses)

A alface é muito rica em betacaroteno (provitamina A e E), vitaminas C, E e do complexo B. O sabor levemente adocicado da abóbora é geralmente apreciado pelos bebés e também combina bem com algumas variedades de fruta (pêra, maçã)

Ingredientes: 200 g de abóbora
50 g de batata
50 g de cebola
2 folhas de alface

Descasque os legumes, corte-os em pedaços e coza-os no vapor ou numa panela com pouca água fervente, durante cerca de 10 minutos.

Adicione a alface lavada e ripada e deixe cozer por mais alguns minutos. Reduza a puré. Fonte: «1, 2 , 3 Uma colher de cada vez», de João Breda e Maria Antónia Peças, Difel


♥ Puré de fruta com cereais ( a partir dos 4 meses)

Ingredientes:
8 colheres de sopa de puré de maçã ou pêra (receita anterior)
6 colheres de sopa do leite que o bebé consome
2 colheres de sopa de farinha de arroz

Misture a farinha de arroz com o leite, conforme as instruções da embalagem.

Incorpore a fruta até obter um puré homogéneo e cremoso.

Pode substituir este puré de frutapor uma banana esmagada, retirando previsamente o veio interior da banana.

Nota: A alimentação ideal para o bebé até aos seis meses é a amamentação em exclusivo. Mas se o seu bebé já não está a ser amamentado em exclusivo, pode iniciar, entre os quatro e os seis meses, alguns alimentos sólidos numa das refeições do dia.Fonte: «1, 2 , 3 Uma colher de cada vez», de João Breda e Maria Antónia Peças, Difel

♥ Puré de maçã ou pêra ( a partir dos 4 meses)

De vez em quando, pode variar os sabores que oferece ao bebé misturando a pêra com a maçã, em doses iguais.

Ingredientes:
2 maçãs ou pêras médias
2 colheres de sopa de água da cozedura ou de sumo natural de maçã

Descasque a fruta, descaroce-a, corte-a em pequenos pedaços e coloque-a numa panela com um pouco de água a ferver. Não adicione muita água, apenas a suficiente para que a fruta fique parcialmente coberta. Deixe cozer em lume médio cerca de seis a oito minutos.

Quando estiver cozida, escorra o excesso de água ou acrescente um pouco de sumo natural e reduza a puré. Sirva morno.

♥ Novidades no Cantinho...

E a partir de hoje o bloguinho conta com uma nova secção: Receitas =)
Para bebés, crianças e toda a familia =)




♥ A chave da duração da gravidez está na placenta...

O desenvolvimento fetal faz-se mais rápido quanto mais dobras existem. Elas permitem mais conexões entre mãe e bebé e, portanto, maior passagem de nutrientes.

A duração da gravidez de um mamífero, incluindo o ser humano, é determinada pela estrutura e forma da placenta, que só consegue passar, de uma vez, um número limitado de nutrientes. Quanto mais dobras tiver a placenta, mais ligações existem entre mãe e bebé e mais rapidamente se dá o desenvolvimento fetal. É por isso que a gravidez humana é relativamente longa, quando comparada com outros mamíferos.

A placenta humana tem ramificações em forma de dedos, que oferecem um número de conexões muito mais limitado do que por exemplo a placenta de uma fêmea leopardo. Esta tem uma área mais extensa de tecidos que permitem a passagem de nutrientes.

Os mamíferos com placentas mais complexas são os que têm gestações proporcionalmente mais curtas. Como os cães e os leopardos - dois e três meses, respectivamente.

A conclusão é o resultado de uma investigação realizada nas universidades de Durham e Reading, no Reino Unido, que analisou 109 espécies de mamíferos e vai ser publicada no jornal American Naturalist.


♥ Projecto Fraldinhas distribui kits de fraldas reutilizáveis...

A opção pelas fraldas reutilizáveis permite uma poupança de 500 euros, se as usar apenas num bebé. Se passarem para um irmão, a poupança será ainda maior. Para além disso, está a poupar o ambiente.

Os bebés nascidos esta semana vão receber Kits de fraldas reutilizáveis, para os pais conhecerem e experimentarem a alternativa às fraldas descartáveis. Trata-se do projecto Fraldinhas que assinala assim a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, a decorrer de 20 a 28 de Novembro.

O projecto envolveu 24 hospitais e maternidades públicas de norte a sul do país, numa parceria desenvolvida pelos Sistemas de Tratamento de Resíduos, pela EGF (Empresa Geral do Fomento) e pela Quercus. A nível nacional serão distribuídos cerca de 1600 kits.

A cada hora, a Valorsul recebe três toneladas e meia de resíduos de fraldas que as famílias colocam no lixo. Diminuir este volume é o objectivo do projecto.

A título simbólico, o Secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, entregou um kit de fraldas reutilizáveis ao primeiro bebé nascido na Maternidade Alfredo da Costa na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos. A entrega decorreu hoje, dia 22, após a qual o projecto foi apresentado de forma mais detalhada.

O uso de fraldas reutilizáveis é uma das medidas previstas no PPRU - Plano de Prevenção de Resíduos Urbanos, para reduzir a quantidade de resíduos de fraldas produzidos. Estes são actualmente encaminhados para deposição em aterro sanitário (74%) e para incineração (26%). Na Valorsul são processadas, a cada hora, três toneladas e meia de resíduos de fraldas

O que é o projecto Fraldinhas?
O Projecto Fraldinhas nasceu da necessidade de sensibilizar a população para a quantidade de resíduos provenientes de fraldas descartáveis, que estão a aumentar todos os anos a um ritmo acelerado. Neste âmbito, e porque não existem soluções de reciclagem em Portugal, a EGF e os Sistemas, em parceria com a Quercus, desenvolveram um projecto de nível nacional que destaque esta necessidade.

Estas fraldas inspiram-se no cuidado e dedicação das tradicionais fraldas de pano, mas acompanham o ritmo das gerações actuais - são laváveis, amigas do ambiente, económicas e saudáveis, podendo ajudar a prevenir algumas alergias.

O que são Fraldas Reutilizáveis?
São fraldas em tecido (algodão, bambu, ou outros produtos naturais) disponíveis em diversos sistemas de utilização (tudo em um ou 2 em 1). São fáceis de usar - fecham com mecanismos de velcro ou molas - e depois de lavadas podem voltar a ser usadas. A lavagem pode fazer-se na máquina juntamente com a restante roupa, mesmo a 40 graus, e suportam cerca de 800 lavagens.

Poupar no ambiente e no orçamento familiar
O uso de fraldas reutilizáveis previne a produção de cerca de uma tonelada de resíduos de fraldas por bebé.


Mas existem outras vantagens, para além das ambientais. As fraldas reutilizáveis têm um maior investimento inicial mas podem ser uma grande poupança se considerarmos os dois anos e meio em que um bebé habitualmente usa fraldas ou a utilização em mais de um filho. Quando um bebé deixar de usar, podem passar de filho para filho, podendo ser reutilizadas até três bebés. Se usar apenas para um bebé, no total a sua família poderá poupar 500 euros.




♥ Bebé automático =)

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

♥ Como prometido...


... deixo aqui o link do filme mais esperado pelas mamãs e grávidas... " Babies "
Basta carregarem no link, escrever as letras que aparecem, esperar 50 segundos e depois clicar em download comum :) Gravam o ficheiro para o vosso computador, deixam fazer a transferência e voilá =)
Espero que gostem tanto quanto eu :D

http://www.megaupload.com/?d=IFUKPX45

terça-feira, 16 de novembro de 2010

♥ Os melhores brinquedos para os bebés...

Saiba quais são

Brincar é um assunto sério quando está em causa o desenvolvimento da criança.

Ainda para mais, até ao primeiro ano, o bebé está bastante limitado, uma vez que existem materiais, formas e até brincadeiras que estão longe de lhes serem recomendadas.

Se está a pensar adquirir novos brinquedos para o seu bebé ou oferecer um presente lúdico a um familiar ou filho de algum colega ou amigo, siga as recomendações dos especialistas. Estes são os melhores brinquedos que lhes pode oferecer:

Mobiles
Graças às suas cores, formas e sons, ajuda a criança a desenvolver a sua «capacidade de seguimento e de coordenação visual e auditiva», escreve Mário Cordeiro, pediatra, na obra «O Grande Livro do Bebé» (A Esfera dos Livros), segundo o qual este objecto deve ser colocado ao lado do berço e não em cima.

Brinquedos para montar
Com várias formas, cores e tamanhos que encaixam uns nos outros, ajudam a desenvolver a motricidade fina, a capacidade de identificar coisas semelhantes, a reconhecer as cores e a estabelecer relações entre objectos.

Bonecos com som
«Ensinam ao bebé os princípios de causa e efeito», explicam Louis e Joe Borgenicht, pediatras, em «Bebé-Livro de Instruções» (Arte Plural Edições). Se couberem nas mãos do bebé são óptimos para «desenvolver a sua capacidade de agarrar e de manusear objectos».

Outras sugestões
Chaves coloridas, superfícies espelhadas, brinquedos de borracha e plástico, tapetes de actividades e livros adaptados para a idade.


♥ Miúdos desiludidos...

domingo, 14 de novembro de 2010

Lista de mala para a Casa Saúde de Boavista

4 mudas de roupa para o bebe compostas por roupa interior; babygrow; fralda e gorro.
1 emb. de fraldas;
1 manta para o bebe:
4 camisas para a mama ou pijama com abertura a frente, robe e chinelos;
pente e escova para bebe;
1 emb. Aerom;
1 biberão de vidro;
Soro fisiologico;
1 emb. de cotonetes;
1 aspirador nasal narinel;
Pensos higienicos para a mama;
Discos de algodão amamentação;
1 emb. de Halibut;
1 emb. de creme da mustela para os seios;
1 cinta pos parto

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

♥ 6 meses de Blog =)

E já lá vão 6 meses ( meio ano ) de bloguinho =)
Quero agradecer a todas as meninas que fazem parte dele e que estão sempre atentas as novidades =)

Um muito obrigada do fundo do coração :D


♥ Aborto espontâneo: quando tentar nova gravidez?

As recomendações da Organização Mundial de Saúde vão no sentido de esperar pelo menos seis meses antes de tentar engravidar novamente, depois de um aborto espontâneo. Mas um novo estudo vem mostrar que se a concepção ocorrer antes de passarem seis meses, aumentam as probabildades de uma gravidez saudável.

A investigação foi realizada na Universidade de Aberdeen e analisou dados de 30 mil mulheres que sofreram um aborto espontâneo no decurso da primeira gravidez. Aquelas que conceberam de novo no período de seis meses logo após o aborto tiveram menos incidência de outro aborto, gravidez ectópica, parto prematuro, cesariana ou bebés com baixo peso à nascença, do que aquelas que conceberam entre seis e 12 meses após a perda.

Perante estes resultados, consideram os autores do estudo, não há razão para esperar após um aborto espontâneo.

Uma das razões que pode estar por trás destes novos dados é o declínio da fertilidade após os 30 anos e o facto de as mulheres engravidarem cada vez mais tarde. Após os 35 anos, as dificuldades para engravidar aumentam bastante e as probabilidades de ter uma gravidez saudável diminuem. Assim sendo, adiar a gravidez após um aborto espontâneo acaba por diminuir ainda mais essa hipótese.

Os resultados do estudo foram publicados no British Medical Journal.


terça-feira, 9 de novembro de 2010

♥ O Melhor do Mundo...

♥ O Melhor do Mundo...

♥ O Melhor do Mundo...

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

♥ Bebé Chora Com Música Demasiado Emocional

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

♥ Banco de leite materno

O Banco de Leite Humano da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC) está a recolher leite de 70 dadoras, com o qual consegue alimentar, em média, 20 bebés prematuros por mês.
Durante o primeiro ano de funcionamento do Banco de Leite, a resposta solidária das mães que amamentam tem sido grande. De tal forma que excedeu as expectativas daquela unidade e permitiu que a MAC doasse, por sua vez, leite materno a outras unidades, como tem sido o caso do Hospital Amadora-Sintra.
Israel Macedo, responsável por este serviço da MAC, explicou à agência Lusa que, neste momento, são realizadas «duas pasteurizações por semana e existe necessidade de passar a três. Em cada pasteurização tratamos nove litros de leite, ou seja, por mês estamos a processar uma média de 70 litros».
A MAC providencia a vigilância das condições de saúde e higiene das dadoras e o controlo serológico do leite é feito pelo Instituto Português do Sangue.
Os bebés prematuros são os que mais beneficiam desta dádiva, mas também os filhos de mães seropositivas.
A maior parte das mães e pais receptores tem reagido bem à hipótese de os filhos serem alimentados com leite materno doado pois já estão bem informados sobre os benefícios inigualáveis deste alimento.
O Leite Humano Pasteurizado é primordialmente utilizado na nutrição
de recém-nascidos muito prematuros ou com doenças do aparelho digestivo,
quando não há leite da própria mãe ou este é em quantidade insuficiente.
Quando comparado com o leite artificial para prematuros, o leite humano pasteurizado reduz cerca de 30% (1/3) o risco de enterocolite e cinco vezes o risco de intolerância alimentar.
De referir ainda que quase metade das dadoras não tiveram os seus filhos na MAC: «Mostra que o banco de leite acaba por ser um departamento aberto e disponível para receber e dar a uma população muito superior à própria maternidade».




 

Blog Template by YummyLolly.com