Amiguinhos

Pesquisar neste blogue

domingo, 31 de outubro de 2010

♥ O Melhor do Mundo...

sábado, 30 de outubro de 2010

♥ O Melhor do Mundo...

♥ O Melhor do Mundo...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

♥ Bebé a mexer...


♥ Aprovado alargamento da licença de maternidade proposto por Edite Estrela...

O Parlamento Europeu aprovou, esta quarta-feira, a proposta de alargamento da licença de maternidade para 20 semanas, apresentada pela eurodeputada portuguesa Edite Estrela.

O texto final adoptado pelo hemiciclo de Estrasburgo prevê o pagamento quase integral da licença de maternidade alargada, com o pagamento de 100 por cento nas primeiras 16 semanas e de 75 por cento nas derradeiras quatro.



As instituições europeias terão agora de chegar a um acordo para que a nova legislação entre em vigor.



Actualmente, o cenário é muito variado na União Europeia, havendo países onde a duração mínima da licença de maternidade é de 14 semanas.



A Comissão Europeia propôs, por seu turno, um aumento para as 18 semanas, tendo hoje a assembleia adoptado a proposta de uma licença de 20 semanas, já em vigor em Portugal.

♥ "Boa Tarde" Lanches Saudáveis

terça-feira, 19 de outubro de 2010

♥ "Boa Tarde" tira dúvidas com Marta Crawford - Período Fértil...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

♥ De 12 a 31 de Outubro...


♥ A nova ifralda...



Podem pedir as vossas amostras aqui

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

♥ Novo teste detecta cancro do cólon através de análise ao sangue...

Um novo teste que detecta um gene identificado em mais de 90% dos cancros do cólon passa a estar disponível em Portugal a partir desta quarta-feira. Desta forma, vai passar a ser possível detectar os tumores mais cedo e atrair mais gente para o rastreio desta doença que mata dez portugueses por dia, de acordo com dados de 2005.

Na prática, isto significa que homens e mulheres a partir dos 50 anos vão poder saber, através de uma simples análise ao sangue, se detêm alterações no gene Septina 9. Se der positivo, farão uma colonoscopia para confirmar o tumor a 100% (seja benigno ou maligno); se der negativo, repeti-lo-ão a cada dois anos para ir despistando a doença.

«O rastreio actual na pesquisa de sangue oculto em fezes tem uma taxa de detecção que é baixa (cerca de 35%), enquanto a taxa de detecção da Septina 9 anda à volta dos 70%. Tem uma taxa de detecção superior, é fácil porque é uma colheita de sangue e é sobretudo para as pessoas que não fazem qualquer tipo de rastreio», disse à TVI Purificação Tavares, directora do Centro de Genética Clínica, que disponibiliza este novo teste.

Ao apresentar uma solução não invasiva, o CGC espera motivar o rastreio do cancro do cólon e do recto, que, se for detectado numa fase precoce, pode ser curado em 90% dos casos. Em Portugal, até agora, apenas menos de 10% da população adulta faz o rastreio deste cancro que é o mais frequente nos homens e a segunda causa de morte oncológica nas mulheres.

«A cultura de rastreio é dos médicos, mas também é populacional. Nós temos de saber que, fazendo um rastreio e detectando uma alteração muito precoce, favorecemos o tratamento e a cura», explicou a directora do CGC Genetics.

O teste custa 275 euros e as negociações com vista à sua divulgação nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde vão começar agora. O coordenador nacional para as doenças oncológicas explicou à TVI que ainda é necessário avaliar «o custo-benefício» desta inovação e «compará-la» com as técnicas já existentes.

«Ainda é cedo para falarmos nas vantagens de um rastreio em massa», garantiu Manuel António da Silva. Para já, o ministério da saúde vai continuar a reger-se pelas regras da União Europeia.

E para que o rastreio do cancro do cólon - que até agora era efectuado através de toque rectal, pesquisa de sangue nas fezes, sigmoidocopia ou colonoscopia - funcione, também é necessária a aceitação dos médicos.

«Neste momento não temos dados suficientes para poder recomendar este método (...) mas é evidente que é um método muito mais simples, é muito mais fácil de convencer um candidato a fazer o rastreio do que com a colonoscopia», afirmou à TVI o oncologista do Hospital de Santa Maria António Quintela.

Os factores de risco mais comuns para este tipo de cancro são a idade superior a 50 anos, o excesso de peso e sedentarismo, o baixo consumo de vegetais e fibras, o excesso de valor energético das refeições e a presença de pólipos no intestino grosso.

Os sintomas mais frequentes são cansaço, presença de sangue nas fezes, diarreia, obstipação, sensação de que o intestino não esvazia completamente, desconforto abdominal e perda de peso inexplicada. Este novo teste tenta precisamente antecipar-se a estes sintomas. Porque quando estes se manifestam pode ser tarde demais...

♥ Conversas com Barriguinhas...

O Evento Conversas com Barriguinhas vai já na 4ª edição.


Desde o primeiro dia, quisemos levar a todos os futuros papás e mamãs a melhor informação sobre temas cruciais na área da maternidade. Mais uma vez, estaremos presentes na sua cidade, para responder pessoalmente às suas dúvidas.

SAIBA MAIS SOBRE SI E O SEU BEBÉ COM AS APRESENTAÇÕES QUE PREPARÁMOS:


Criopreservação de células estaminais do sangue do cordão umbilical - Apresentação Crioestaminal



Comunicação intra-uterina (perceber a actividades motora dos bebés in-útero, conhecer os ritmos e estratégias para partilhar sentimentos e situações no dia-a-dia ao longo da gravidez) - Apresentação Escola Superior de Enfermagem de Lisboa



Como cuidar da pele do bebé desde o nascimento - Apresentação Mustela



Alimentação e nutrição do bebé - Apresentação Nestlé



Segurança Infantil - Apresentação da Associação para a Promoção da Segurança Infantil

A duração total destas apresentações não excede as duas horas.


Ao longo destes eventos as grávidas poderão ainda receber pequenas surpresas, como por exemplo um vale de desconto na Vertbaudet no valor de 10€.

Assista gratuitamente a uma sessão.


A inscrição é obrigatória.

Próximos eventos:
Escolha a data e inscreva-se

Portimão - 16 de Outubro 2010 / 11:00h

Faro - 16 de Outubro 2010 / 15:00h

Évora - 20 de Outubro 2010 / 18:00h

Coimbra - 22 de Outubro 2010 / 18:00h

Lisboa - 23 de Outubro 2010 / 18:00h

Aveiro - 25 de Outubro 2010 / 18:00h

Braga - 27 de Outubro 2010 / 18:00h

Porto - 30 de Outubro 2010 / 14:30h

Castelo Branco - 4 de Novembro 2010 / 18:00h

Lisboa - 6 de Novembro 2010 / 14:30h

Porto (10/11) - 10 de Novembro 2010 / 18:00h

Santarém - 12 de Novembro 2010 / 18:00h

Funchal - 13 de Novembro 2010 / 15:00h

Vila Real - 16 de Novembro 2010 / 18:00h

Setúbal - 17 de Novembro 2010 / 18:00h

Cantanhede - Visita Laboratórios Crioestaminal - 20 de Novembro 2010 / 14:30h

Portalegre - 22 de Novembro 2010 / 18:00h

Viseu - 23 de Novembro 2010 / 18:00h

Guarda - 24 de Novembro 2010 / 18:00h

Lisboa - 26 de Novembro 2010 / 18:00h

Porto - 27 de Novembro 2010 / 14:30h

Leiria - 29 de Novembro 2010 / 18:00h

Bragança - 30 de Novembro 2010 / 18:00h

Beja - 2 de Dezembro 2010 / 18:00h

Ponta Delgada - 4 de Dezembro 2010 / 15:00h

Braga - 9 de Dezembro 2010 / 18:00h

Lisboa - 10 de Dezembro 2010 / 18:00h

Porto - 11 de Dezembro 2010 / 14:30h

Aveiro - 13 de Dezembro 2010 / 18:00h

Viana do Castelo - 15 de Dezembro 2010 / 18:00h

Coimbra - 16 de Dezembro 2010 / 18:00h

Portimão - 18 de Dezembro 2010 / 11:00h

Faro - 18 de Dezembro 2010 / 15:00h


♥ O cordão umbilical? É uma nota de música...


Como parte da campanha de promoção da nova comédia romântica «Life As We Know It», foi feito um inquérito no Reino Unido para avaliar o grau de conhecimento dos jovens adultos sobre a gestação e desenvolvimento de um bebé.


Responderam dois mil jovens, sem filhos, com idades entre os 18 e os 25 anos. O grau de desconhecimento é grande, mesmo quando se trata de questões tão básicas como a duração de uma gravidez. As respostas revelaram que:

  • mais de 20 por cento dos jovens pensam que a gravidez dura um ano

  • 20 por cento afirmam que o cordão umbilical é uma nota de música

  • um em cada 10 pensa que a placenta é um vegetal

  • 12 por cento responderam que a placenta é um culto religioso

  • 10 por cento acreditam que a ingestão de carne vermelha aumenta as hipóteses de ter um rapaz

  • 10 por cento esperam que o bebé fale e ande durante o primeiro ano de vida

  • 21 por cento dos jovens, de ambos os sexos, consideram que as mulheres são mais qualificadas para mudar uma fralda
  • Para além dos conhecimentos teóricos, a nova geração também revelou algumas das suas intenções:


  • 27 por cento pensam recorrer a engenharia genética para garantir um bebé lindo

  • mais de 25 por cento das raparigas que responderam pensam recorrer a cirurgia estética depois do nascimento de um bebé.

  • 58 por cento consideram os 28 anos a melhor idade para ter o primeiro filho

  • 56 por cento acreditam que dois é o número ideal de filhos




  • ♥ Ter um cão diminui risco de alergias...

    Ter um cão em casa diminui o risco de as crianças com antecedentes familiares de alergias desenvolverem eczema. O mesmo não se verifica se o animal de estimação for um gato. Neste caso, os riscos aumentam significativamente.

    Foram analisados dados de 636 crianças, entre os 12 meses e os quatro anos, com alto risco alérgico, uma vez que tinham antecedentes familiares. As crianças foram submetidas anualmente a testes para 17 diferentes alergéneos.

    As crianças que têm alergia ao pêlo do cão, confirmada por teste cutâneo, e crescem com um cão em casa desde o primeiro ano de vida têm quatro vezes menos probabilidades de desenvolver eczema. Aquelas que têm um gato, pelo contrário, vêem aumentada, muito significativamente a sua vulnerabilidade.

    Se vivem com um gato desde o primeiro ano de vida e têm alergia ao seu pêlo as probabilidades de desenvolverem eczema por volta dos quatro anos são 13 vezes superiores aquelas que não têm um gato em casa.

    Para as crianças que não têm, à partida, alergia ao pêlo do animal, os riscos de eczema não são aumentados pela presença do gato.

    As conclusões são especialmente relevantes para os pais de crianças com risco de eczema. Na altura de escolher o animal de estimação, valerá a pena tê-las em conta.




    ♥ OE2011 obriga bebés a tirar cartão do cidadão...

    Os bebés vão ser obrigados a tirar o cartão do cidadão, para poderem ser considerados dependentes dos pais, para efeitos de declaração de rendimentos.

    De acordo com a versão preliminar da proposta de Orçamento do Estado para 2011, a que a Agência Financeira teve acesso, haverá uma alteração ao Código do IRS onde se prevê que, para serem considerados dependentes, os filhos dos sujeitos passivos de imposto têm de estar «devidamente identificados pelo número fiscal de contribuinte na declaração de rendimentos».

    Para que possam ter número de contribuinte, as crianças e bebés terão assim de tirar o cartão do cidadão. Se não o fizerem, os pais não poderão beneficiar das deduções automáticas a que têm direito pelos filhos.

    O cartão do cidadão custará 7,50 euros a cada criança e bebé já que, desde o passado dia 1 de Outubro, deixou de ser gratuito para crianças até aos seis anos. Estas pagam agora metade do custo normal, para os adultos, que é de 15 euros.


     

    Blog Template by YummyLolly.com