Amiguinhos

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 25 de junho de 2010

♥ Bactérias boas passam para o bebé no parto vaginal...

Bebés nascidos por via vaginal tomam contacto, no momento do parto, com uma diversidade de bactérias que reforça o desenvolvimento do sistema imunitário. Aqueles que nascem através de cesariana não passam por esse contacto, o que pode explicar a sua maior propensão para alergias, asma e outros problemas.
Uma equipa de investigadores da Universidade de Porto Rico procurou perceber esta diferença para estabelecer como o tipo de parto pode condicionar o sistema imunitário do bebé. O organismo humano é colonizado por uma série de germes, muitas delas ainda pouco conhecidas. Estão presentes na pele, na boca, nos ouvidos, no aparelho digestivo, nos orgãos genitais, sem provocar infecção e tendo um papel importante no equilíbrio do organismo.

Recém-nascidos colonizados por diferentes bactérias consoante tipo de parto

O ambiente uterino é livre de bactérias, mas a partir do nascimento, inicia-se o contacto com estes micro-organismos. No estudo agora realizado, os investigadores procuraram a presença de germes no organismo dos recém-nascidos e compararam a informação com a pesquisa das mesmas bactérias no organismo materno. E concluiram que os bebés nascidos por via vaginal estão colonizados com bactérias presentes nas mães - bactérias responsáveis por infecções vaginais, doenças das gengivas e a digestão do leite, que foram «adquiridas» durante a passagem no canal de parto.

Por outro lado, os bebés nascidos através de cesariana, estão colonizados com outro tipo de bactérias: as responsáveis por infecções na pele, acne, difteria e intoxicações alimentares.

Os investigadores defendem que os bebés nascidos por cesariana precisam de mais tempo para serem colonizados por bactérias «boas» que são essenciais ao equilíbrio do organismo. Apesar de o estudo abranger um número reduzido de bebés, é mais um passo no sentido de compreender as razões que levam os bebés nascidos por via vaginal a serem tendencialmente mais saudáveis do que aqueles que nasceram por cesariana.

Os resultados foram publicados na edição on line do jornal Proceedings of the National Academy of Sciences.






0 comentários:

 

Blog Template by YummyLolly.com