Amiguinhos

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 26 de julho de 2010

♥ O melhor pequeno-almoço para o seu filho...

Todos sabemos que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia. Mas será que fazemos as melhores opções? Açúcar, gordura e sal são os «bichos papões» de que se fala quando temos que optar por este ou aquele alimento. Quando o assunto é pequeno-almoço, principalmente quando se trata de crianças, são inúmeros os mitos que catalogam alguns alimentos com um «evitar». O que poucos sabem é que as combinações pão, manteiga, queijo, fiambre, leite - são a maior parte das vezes a perdição, contribuindo com mais calorias, sal e açúcar do que se pensa.

As crianças em idade escolar que tomam o pequeno-almoço têm maior capacidade de concentração nas aulas o que se traduz em melhores resultados escolares. O pequeno-almoço é fundamental para regular o apetite ao longo do dia, diminuindo a vontade de comer alimentos ricos em gordura e açúcares e ajudando na ingestão de nutrientes importantes, como o cálcio, o ferro e a fibra.


Para uma criança em idade escolar (6-10 anos) o pequeno-almoço deve fornecer cerca de 340 kcal (20% do dia alimentar de referência). O pequeno-almoço ideal para esta idade deve incluir:

  • Leite ou derivados (iogurte) - 1 copo de leite simples (150 - 200 ml) ou 1 iogurte pouco açucarado

  • Cereais ou derivados pouco refinados ou integrais 30 g de cereais de pequeno-almoço com cereais integrais ou 40 a 50 g de pão integral ou de mistura. Quando a escolha recai no pão, torna-se necessário acrescentar manteiga, queijo, fiambre ou doce. Atenção às quantidades para não tornar esta opção demasiado calórica e desequilibrada.

  • Fruta ou sumo de fruta a gosto e variando em cada dia
  • Exemplos práticos:


  • 1 taça com cereais integrais (30 g) + 125 ml de leite meio gordo + 1 maçã

  • 1 bolinha de mistura + 1 colh. chá de manteiga + 1 copo de leite meio gordo (150 ml) + 1 copo de sumo natural (ex.: laranja)
  • Atenção!


  • Esta refeição deve ser sempre tomada em casa, antes de sair para a escola, para evitar os pequenos-almoços de cafetaria, frequentemente menos equilibrados do pontos de vista nutricional.
  • É muito importante variar ao longo da semana para garantir todos os nutrientes essenciais e também para evitar a monotonia.
  • COMPARAR PARA DECIDIR!


    Para tomar a decisão mais correcta não basta comparar alimentos isolados. Saber quantas calorias tem 100g de pão não tem interesse prático porque na realidade uma bolinha tem cerca de 50g e precisa de queijo, manteiga ou fiambre e também de uma bebida para se tornar um verdadeiro pequeno-almoço. Por isso, o mais correcto é comparar opções completas de pequeno-almoço.

    Por outro lado, é imprescindível saber quais as nossas necessidades energéticas e nutricionais ao longo do dia para que a refeição escolhida seja o mais adequada possível. Para nos ajudar nessa decisão é muito útil conhecer os Valores Diários de Referência. Estes valores representam as necessidades médias diárias de energia e de alguns nutrientes relativamente aos quais são comparados os valores da porção de alimento em causa.



    0 comentários:

     

    Blog Template by YummyLolly.com